O Periquito com poupa

Autor: Ghalib Al Nasser

Publicação: 05-10-2017

A generalidade dos aficionados de periquitos já ouviram falar ou viram a variedade com poupa e alguns apreciam as suas qualidades, tendo aceitado o desafio de os criar. O meu objetivo com este artigo é dar algumas informações básicas sobre esta variedade.

Origem

Os periquitos com poupa não são nem uma mutação recente nem pássaros com um crescimento anormal de penas, muito menos estão relacionados com os designados “feather dusters”. Trata-se de uma mutação natural que em nada deve à ação do homem pela sua aparência, com exceção da sua evolução. No geral, esta mutação faz com que as penas, em certas áreas limitadas do corpo da ave, mudem o sentido do seu crescimento, causando distúrbios na orientação das penas.

A referência mais antiga à mutação poupa ocorre em Sydney, na Austrália, próximo do ano de 1920. Deste pássaro, presumivelmente, foi criada uma linha australiana de periquitos com poupa. Como não havia nenhum controlo sobre sua exportação naquela época, é possível que alguns pássaros com poupa tenham sido exportados para outros países. No clube “Crested Budgerigar Club” (CBC), acredita-se que a variedade de poupa tem uma origem diversa tal como com outras variedades de periquitos (por exemplo, as variedades face amarela e opalino). Vários registos evidenciam que outras mutações de poupa ocorreram no continente europeu, pouco antes da segunda guerra mundial. A partir desses pássaros, a variedade poupa propagou-se pela Europa num curto período de tempo antes da guerra.

Há registo de uma mutação de poupa que ocorreu no Canadá, próximo do ano de 1948. Os periquitos com poupa nos Estados Unidos são descendentes desse pássaro, embora a sua origem não seja evidente. Acredita-se que os periquitos com poupa foram importados para os Estados Unidos através do México. Desta forma, os periquitos com poupa que entraram neste país seriam descendentes dos pássaros com poupa importados do Canadá no início dos anos cinquenta. Este é um bom exemplo da capacidade de uma variedade de se espalhar por todo o mundo num curto período de tempo.

Alguns periquitos com poupa foram importados para o Reino Unido em 1938 pelos Srs. R Brown of Morecambe (Lancs.), provenientes da linha australiana. Em 1938, os periquitos com poupa eram criados livremente.

No Reino Unido distinguem-se duas linhas da mutação de periquitos com poupa, a linha Continental e a linha Americana. O padrão de reprodução de ambas as linhas é exatamente o mesmo, diferindo apenas na posição do centro (ou locus) da poupa. A linha Continental tem o centro da poupa imediatamente acima da cera, resultando uma forte disposição de penas que inclina da cabeça até ao nível dos olhos. A linha Americana tem o centro da poupa um pouco mais atrás na cabeça, fazendo com que as penas mantenham a sua posição observando-se uma queda somente nas suas extremidades. Mas ao longo dos anos, estas duas linhagens têm-se misturado, pelo que atualmente qualquer destas variedades pode produzir a outra.

Tipo de Poupa

Macho de Poupa Circular
Canela Verde Claro,
Melhor Poupa BS Club Show 1995.
G & J Al-Nasser

Existem três tipos de poupa: tufos, semi-circular e circular completo. A CBC desenvolveu um ideal de standard e figuras representativas de cada tipo, que foi aprovado e reconhecido pela “Budgerigar Society” do Reino Unido. Mas sendo uma mutação baseada na orientação de penas, as inúmeras variações de orientação e de quantidade de penas perturbadas impede o CBC de aplicar o standard de forma rígida. O standard, no entanto, fornecem um guia essencial para os criadores e juízes. O principal critério de julgamento, no que respeita a variedade da poupa, é a perfeição da poupa, ao invés de sua forma. O tipo tufo é a forma mais comum e varia desde uma simples perturbação de penas na cabeça até um tufo importante. No entanto, deve haver sempre um conjunto de penas da poupa levantadas, pelo menos três oitavos de uma polegada de altura, subindo acima da cera. O seguinte tipo de poupa mais comum é do tipo semi-circular. Este tipo de poupa deve formar um meio-círculo de penas caindo ou subindo formando uma franja acima da cera. As penas na parte de trás da cabeça (nuca) devem ser completamente lisas. Por sua vez, no tipo poupa circular completa, a poupa desenvolve-se em redor da cabeça e deve apresentar um conjunto de penas irradiadas a partir de um ponto central na cabeça. Este tipo é o mais estético e o que tem maior procura entre os criadores.

As variações em cada tipo de poupa são infinitas. A deslocação do centro da poupa ligeiramente para um dos lados da cabeça dará origem a uma crista com aparência desequilibrada. No entanto, isso não irá alterar os seus padrões de criação. Existem ainda algumas aves com poupas duplas, que têm habitualmente uma aparência desarrumada. Estas aves têm uma poupa orientada para a frente e perturbação de penas imediatamente atrás. Outro tipo de periquito com poupa que ocorre de vez em quando é o tipo "frisado". As aves deste tipo têm uma perturbação de penas não só na parte frontal da cabeça e nuca, mas também entre suas asas. Por sua vez, a variedade “crestbred” diz respeito a aves descendentes de cruzamentos de pássaros com poupa e são indistinguíveis dos periquitos comuns (sem fator poupa). No entanto, os designados “crestbreds” são de considerável valor para a criação quando cruzados com parceiros com poupa. Por este motivo, é importante manter um registro da sua identidade.

Genética do fator poupa

A genética do fator poupa não é nada simples e nem direta, não sendo possível classificar o gene poupa como dominante, recessivo ou ligado ao sexo. O gene de poupa não pode ser totalmente dominante (como o cinzento ou malhado dominante), porque quando um pássaro com poupa é cruzado com um “crestbred”, a expectativa de nascimento de poupas visuais é maior do que quando um pássaro com poupa é cruzado com um puro normal (ou seja, com um pássaro sem fator poupa). Na verdade, mesmo um “crestbred” acasalado com um periquito normal pode produzir descendência com poupas visuais. Por outro lado, o gene de poupa não pode ser totalmente recessivo porque é possível obter pássaros com poupa a partir de um primeiro cruzamento entre um periquito com poupa e periquito normal (sem fator poupa). É por este motivo que o CBC, não se refere aos descendentes de periquitos com poupa como “portadores” mas sim como “crestbreds”. Não há nenhuma correspondência entre "crestbreds” e "portadores", à semelhança dos malhados recessivos ou opalinos (ligados ao sexo). Também se considera que as leis que regem a teoria das variedades ligadas ao sexo não contribuem para a explicação genética do fator poupa, dado que não há diferença entre o potencial genético dos machos ou fêmeas.

A teoria “The Initiator Theory”

Na verdade, depois de criar esta variedade desde 1971, vim a concluir (em acordo com alguns geneticistas também criadores de periquitos) que o gene da poupa crista se comporta como semi-dominante em relação ao tipo selvagem.

Muitas teorias foram apresentadas ao longo dos anos em matéria de genética do fator poupa, mas a que adotou a CBC é a teoria “The Initiator Theory”. Esta teoria, apresentada em junho de 1970 pelo Dr. J. E. Fox da Universidade de Kansas, EUA, substituindo sua teoria anterior a " Inhibitor Theory ", que publicou na revista “Cage and Aviary Birds” a 28 de maio de 1964. A teoria “The Initiator Theory" afirma que a formação da poupa depende da ação complementar dos dois tipos de genes semi-dominantes; um gene de iniciação da poupa e um gene de determinação da poupa. Quando estes dois genes estão presentes como fator simples, o periquito apresenta uma poupa tipo tufo; Quando ocorre um gene iniciador e dois genes determinadores, a poupa é do tipo semi-circular; Quando existem dois genes iniciadores e um ou dois genes determinadores, a poupa é do tipo circular. A teoria afirma ainda que quando há apenas um dos genes semi-dominantes presente sem o outro, então o periquito não apresenta poupa visual sendo o pássaro classificado como “crestbred” (o que difere dos periquitos normais puros que não têm qualquer gene de poupa).

Criação de periquitos com poupa

Macho de Poupa Circular
Opalino Azul Celeste, Melhor Poupa
Specialist & Rares Show 2001
G & J Al-Nasser

Não obstante a teoria " The Initiator Theory " ser aceite, existe ainda um conjunto de questões relacionadas com o padrão de reprodução dos periquitos com poupa a ser explicado. Uma coisa é certa, os periquitos com poupa como variedade, são um verdadeiro desafio na criação no que respeita à transmissão do tipo de poupa visual, dado que um tipo de poupa quando criado com um “crestbred” pode produzir qualquer outro tipo de poupa. Ou seja, um periquito tufo cruzado com um “crestbred” pode produzir todos os três tipos de poupas; um periquito com poupa semi-circular cruzado com um “crestbred” também pode produzir todos os três tipos de poupa, assim como um periquito com poupa circular cruzado com um “crestbred”. O principal fator está relacionado com os progenitores do pássaro “crestbred”.

Por conveniência, ao explicar o padrão de reprodução desta variedade, vou usar o termo "Poupa" como referência a qualquer tipo de crista, independentemente do sexo:

• Cruzamento Poupa x Poupa: produzirá a maior proporção de periquitos com poupa visual e alguns “crestbreds”. No entanto, considero que não há vantagem neste tipo de acasalamento dado que invariavelmente irá produzir periquitos com poupas de fraca qualidade e pouca substância;

• Cruzamento Poupa x ”Crestbred”: irá produzir a seguinte maior proporção de periquitos com poupa visual, mais “crestbreds” e normais puros (sem fator poupa). Isto é, na verdade, o tipo de cruzamento mais recomendado para a manutenção do tamanho e tipo. É importante que ao usar este tipo de cruzamento, o periquito “crestbred” seja proveniente de um cruzamento em que menos um dos pais era poupa visual;

• Cruzamento Poupa x Normal (sem fator poupa): irão obter-se alguns periquitos com poupa mas produzirá maioritariamente periquitos “crestbred” e normais. No entanto, este é o tipo de cruzamento que se deve fazer de vez em quando para melhorar o tamanho e a qualidade dos pequitos com poupa e “crestbreds”. No entanto, o progenitor normal usado (sem fator poupa) deve ser do tipo e tamanho excelente;

• Cruzamento “Crestbred” x “Crestbred”: produzirão alguns periquitos com poupa. Isto prova que o gene poupa é mais do que um gene meramente de caracter dominante. No entanto, este não é um acasalamento recomendado para produção de periquitos com poupa, a menos que se pretenda obter pássaros para o mercado de animais de estimação.

Um bebé com poupa pode ser distinguido de um bebé sem poupa com cerca 12 dias de idade através de um crescimento em remoinho dos canudos na cabeça. No entanto, pode não ser possível identificar o tipo de poupa antes das 3 semanas de idade.

Em conclusão, espero que tenho conseguido passar algumas informações sobre a variedade de poupa e aguçado o apetite dos criadores. Acresce, que a variedade de poupa oferece também um desafio importante na reprodução dos periquitos de cor.

Este site utiliza cookies com objetivo de melhorar a sua utilização. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização.